Doom Eternal corre a 1800p na Xbox One X e 1440p na PS4 Pro

Doom 2016 revitalizou a fórmula e agora, após uma longa espera, DOOM Eternal está finalmente disponível para entregar mais uma dose de frenética acção na primeira pessoa. O Digital Foundry teve a oportunidade de jogá-lo em todas as plataformas e apresentou um olhar aprofundado à tecnologia do novo jogo da id Software.

DOOM Eternal usa o id Tech 7 e apresenta a id Software no seu melhor pois além de texturas mais detalhadas do que nunca, tens adornos visuais que tornam a versão PC verdadeiramente impressionante. Com equipamento capaz, podes até corrê-lo a 500 fps. No entanto, a questão que o Digital Foundry tentou responder é como está nas consolas?

Neste novo jogo, a equipa procurou criar uma forte combinação de performance e visuais de elevada qualidade. Uma das prioridades foi o streaming de texturas, problema associado às anteriores versões do motor. A equipa criou uma solução de streaming com performance superior e isso significa texturas de maior resolução e maior margem da manobra para o design de níveis.

Outra amostra da evolução do motor de jogo é o sistema LOD (transição do nível de detalhe) pois está feita para executar o processo sem interromper a apresentação. É um esforço de optimização que resulta em mais detalhe na cena e que torna a experiência mais consistente. Além dos efeitos destas melhorias nos cenários, o gameplay também sai beneficiado. O ritmo frenético da experiência DOOM decorre a elevado ritmo, tal como o nível de violência, algo que também caracteriza esta série.

Doom Eternal analisado pelo Digital Foundry.

As melhorias apresentadas pelo id Tech 7 significam um jogo de qualidade impressionante, mas também que é um jogo mais exigente. Cada nível é maior do que tudo o que viste em DOOM 2016 e apresenta mais geometria, materiais de resolução superior, mais animações e imensas luzes dinâmicas. É um jogo visualmente impressionante e brilhante em todas as plataformas. Apesar de existirem sacrifícios em alguma, não existe nenhum “mau port” e a id Software esforçou-se imenso para apresentar a melhor qualidade de imagem em todas as consolas, mesmo que a resolução tenha de descer.

A Xbox One X lidera nas consolas com a sua 1800p, enquanto a PS4 Pro consegue uma resolução máxima de 1440p. A PS4 original consegue um máximo de 1080p, enquanto a Xbox One S consegue ir até 900p. Em todas as consolas é usada resolução dinâmica para manter uma performance consistente. A Xbox One X permanece acima de 1440p mesmo nas cenas mais exigentes, descendo para 1080p ou abaixo disso apenas nas cenas mais intensas. A PS4 e a Xbox One podem descer para perto de 720p, mas a PS4 raramente desce tão baixo. Das quatro, a Xbox One é a única versão com um aspecto pouco nítido durante gameplay normal, mas pelo menos o aliasing é mínimo em todas.

Além da resolução, as definições também diferem. A PS4 e a Xbox One oferecem níveis de detalhe consistentes com a versão PC em Medium, enquanto a Xbox One X e a PS4 PRo usam uma mistura de Hig e Ultra. Uma das principais optimizações está relacionada com a distância LOD, o ponto no qual o jogo troca entre modelos de maior ou menor detalhe de acordo com a distância da câmara. O LOD está relacionado com a resolução por isso, a PS4 e a Xbox One usam LODs com menor detalhe, mas como isto está relacionado com a resolução, o pop-in de objectivos é mínimo. Apenas as consolas originais com a PS4 Pro ou Xbox One X é que notarás diferenças.

No entanto, a qualidade visual geral é comparável. A maioria dos efeitos é similar e todos os efeitos pós-processamento são usados em todas e o jogo tem bom aspecto em todos os casos. A performance também é impressionante e correr a 60fps quase fixos na PS4 Pro e Xbox One X, sofrendo apenas ocasionais soluços que, curiosamente, são mais perceptíveis na Xbox One X. No entanto, a performance é muito mais consistente do que a de DOOM 2016, apesar da maior fidelidade.

A PS4 e a Xbox One S não entregam o mesmo nível de estabilidade, mas não ficam longe. Na PS4, as pequenas quedas no rácio de fotogramas são mais frequentes, mas não é problemático. É o mesmo na Xbox One S, mas as quedas são mais pronunciadas. No entanto, os resultados são na mesma impressionantes e se tens uma Xbox One S, o jogo é na mesma recomendado pelo Digital Foundry.

fpsDoom Eternal é um AAA para PC com performance consistente o suficiente para explorar monitores com elevado rácio de refrescamento.

A versão PC é a forma para obter uma performance superior, se tiveres equipamento para isso. O Digital Foundry usou um 16-core Intel i9 7960X e uma RTX 2080 Ti para uma performance de excelência e assim conseguiu. A performance variou entre 300 a 500 fotogramas por segundo e DOOM Eternal é descrito como um dos poucos AAA que consegue entregar e manter uma performance consistente em ecrãs de elevado rácio de refrescamento, até mesmo ecrãs 360Hz.

O jogo é rápido e belo, com uma mistura de performance e detalhe que o torna incrivelmente impressionante. DOOM Eternal é elogiado como um dos melhores jogos de acção na primeira pessoa nesta geração e recomendável em todas as plataformas.

Share

Leave a Reply