Epic Games remove publicidade de Fortnite do Youtube devido a exploração sexual de crianças

A Google e o Youtube estão novamente debaixo de fogo.

Depois do algoritmo da plataforma apagar injustamente um conta de Pokémon GO com conteúdos inofensivos, foi descoberto há diversos vídeos envolvendo menores que, inadvertidamente, colocam as crianças em posições sexualmente sugestivas ou provocadoras para os predadores sexuais.

A situação foi exposta pelo youtuber MattsWhatItIs. O vídeo mostra que os predadores sexuais frequentam vídeos de ginástica e yoga envolvendo menores, partilhado na secção de comentários os minutos e os segundos em que as crianças ficam inadvertidamente expostas. Um problema ainda maior é que estes vídeos estão a ser monetizados.

Uma das primeiras marcas a responder ao escândalo, que está a permitir que uma rede de exploração sexual infantil se instale no Youtube, é a Epic Games, que já confirmou ao The Verge que vai remover toda a publicidade pre-roll (as publicidades que aparecem antes dos vídeos) da plataforma.

“Colocamos uma pausa em toda a publicidade de pre-roll,” disse um representante da Epic Games. “Através da nossa agência de publicidade, contactamos a Google / Youtube para determinar as acções que vão tomar para eliminar este tipo de conteúdos do seu serviço.”

Marcas como a McDonalds também já desactivaram a publicidade de pre-roll no Youtube devido ao escândalo. Em resposta, a Google defendeu-se dizendo que “tomamos uma acção imediata ao apagar as contas e canais, reportando a actividade ilegal às autoridades e desactivar comentários em violação.”

A companhia também assegurou que vai continuar a trabalhar para apanhar abusos mais rapidamente.

Publicidade

Share